Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de abril de 2007

Entre o Tempo e a Intimidade
Quanto tempo leva um capítulo de uma novela? Quanto tempo leva uma partida de futebol? Quanto tempo leva para se fazer as unhas na manicura? Quanto tempo leva ao se conversar no bate-papo da Internet? Quanto tempo leva um casal aos beijos no terraço? Quanto tempo levamos trabalhando ao dia? Mas, quanto tempo você gasta com Deus?
A vida eterna resume-se unicamente em conhecer ao Deus verdadeiro, mas conhecer alguém requer tempo, busca, dedicação, amor, cumplicidade, embora nessa sociedade moderna que nos lança contra o relógio, Jesus encontra-se cada vez mais afastado das pessoas que alegam o tempo como desculpa por não conseguirem mais ficar perto dEle; ainda que muitos digam conhecer a Deus e amá-lo, se contradizem quando estes não têm intimidade com o Pai. Afinal, precisa-se passar no vestibular, conseguir o emprego, encontrar um romance, divertir-se, cuidar da beleza, precisa-se ganhar o beijo da semana, mas enquanto buscar um tempo para ficar íntimo de Deus, lança-se essa idéia no mar do esquecimento.
Nessa sociedade, a única coisa flagrante é que, a cada dia, as pessoas ficaram ansiosas, depressivas e insatisfeitas e por mais que as igrejas estejam lotadas, continuam vazias espiritualmente, os servos do futuro-presente escancaram sua sede pelas bênçãos e milagres, enquanto a corrida desenfreada pelos nossos ideais nos faz esquecer da amizade que deveríamos cultivar com Deus, mas sempre deixamos pra depois. (João 17.3 / Mateus 15.8)
Nunca na história cristã, os servos do Senhor os deixou tanto em último plano como hoje, preferem antes, procurar pelo curandeiro, pelo signo do zodíaco, preferem entregar-se aos prazeres e alegrar-se madrugada a dentro nas festas, preferem primeiro buscar o espírito de pessoas que da cova nunca pôde sair, prefere-se procurar, primeiro, pela sorte nas loterias da vida, se tem tempo para tudo, enquanto para o Deus que nos ama, apenas uma migalha de tempo mal administrado, quando antes, bastava saber que Jesus estava em algum lugar, rompia-se a multidão, mesmo sem forças, para tocar na orla do seu vestido, hoje Jesus é o último a ser procurado. Então, o que impede você de ser íntimo de Deus? (João 5.39)
Para que você jamais se esqueça, ser íntimo de Deus equivale simplesmente ser ressuscitado depois de quatro dias no cemitério, equivale sair ileso da cova cheia de leões, sair sem cheiro de fumaça da fornalha de fogo, ser transladado ao céu numa carruagem, dialogar abertamente com Jeová em pessoa, ganhar um filho na esterilidade e velhice, ganhar quinze anos a mais de vida, ser íntimo de Deus equivale saber as coisas grandes e ocultas, é vencer o medo diante de um grande exército, enfim existem mais vantagens de ser íntimo de Deus do que sempre deixá-lo para uma hora qualquer. (João 6.35 / João 15.5)
Mas será que o tempo é mesmo culpado por nossa negligente amizade com o Pai? Por que na entrada do ano, fazemos tantos planos? Por que corremos ansiosamente por nossos objetivos? Se Deus já parou o Sol quando um servo íntimo dEle clamou,(Josué 10.13) se Deus já fez descer fogo do céu, já fez a chuva estancar e depois cair, (I Reis 18) se Ele tem o controle de nossas vidas nas mãos, então, o que nos faz fugir tanto dos braços do Pai? O que nos faz gastar tempo com tanta coisa e não sentir prazer de gastar tempo com Deus?
Deus está em todo lugar, todo mundo tenta buscá-lo: negros, brancos, amarelos, pobres, ricos, mas Deus só busca uma classe de pessoas: os verdadeiros adoradores, os íntimos. (João 4.23 / Apocalipse 3.18 / Filipenses 4.8,9 / 1º João 2.17 / 1º Timóteo 4.16)
Enquanto você perde tempo por uma resposta, corra já e jogue-se nos braços do Pai, comece agora gastando tempo exclusivo com Ele e no caminho dEle e as respostas para todas as suas dúvidas e desejos, Jesus te dirá no caminho da intimidade, quebrando todas as tuas interrogações e te privilegiando, mesmo com barreiras no caminho, mesmo em tempos difíceis, por ser íntimo dEle.

Até à próxima!
André Silva

2 comentários:

Faculdade Teológica disse...

Que Deus continue abençoando seu trabalho e nos edificando com seus post Fica Na Paz!!!!
Abs!
Faculdade Teológica

Anônimo disse...

nesse texto mostra que nos tiramos mais tempo com coisas futeis do que com Deus.